BaVi de torcida única terá mais de 300 policiais militares

0
8

Está preparando estratégias para garantir a segurança de todos no jogo do próximo domingo (22), às 16h, na Arena Fonte Nova.

BaVi de torcida única terá mais de 300 policiais militares
Um dos eventos esportivos mais importantes para o torcedor baiano, o clássico Bahia x Vitória mexe com o coração de milhares de apaixonados pelos dois principais times do estado. Por isso, a Polícia Militar da Bahia (PMBA), por meio do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe), está preparando estratégias para garantir a segurança de todos no jogo do próximo domingo (22), às 16h, na Arena Fonte Nova, pelo Campeonato Brasileiro 2018.
“Nosso objetivo é trabalhar em prol da segurança. Vamos contar com um efetivo de 307 policiais dentro e fora do estádio. Teremos unidade do Batalhão de Choque, do Batalhão de Guarda e do Batalhão Turístico nas intermediações do estádio. Faremos abordagens atentando para materiais proibidos”, explicou o comandante do Bepe, tenente-coronel Saulo Roberto.
O comandante acrescentou que “é importante lembrar, para quem for torcer nas ruas e em bares, que a segurança também é responsabilidade do torcedor. Teremos torcida única dentro do estádio, mas quem for curtir o jogo na rua, em bares e restaurantes, que vá na paz, sempre com o pensamento de se divertir, sem brigas”.
Um encontro nesta quinta-feira (19), na Arena Fonte Nova, reuniu representantes dos dois clubes, da Transalvador, da Guarda Municipal, da Federação Baiana de Futebol e dos principais comandos especializados e táticos, como Batalhão de Choque, Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT) Rondesp BTS, Esquadrão de Polícia Montada e Esquadrão de Polícia Águia.
Para o presidente da torcida organizada Bamor, Luciano Venâncio, o importante é que todos os torcedores mantenham o espírito de harmonia. “Dia de clássico é sempre um momento especial. A gente espera com ansiedade pelo dia do jogo, mas é preciso aproveitar o momento com toda a tranquilidade. Vamos torcer e brincar, mas sem violência”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui