Últimas notícias

Copa do Mundo da Rússia deixa como legado o árbitro de vídeo

Divulgação


Ferramenta foi considerada como 'um sucesso' por quadro da FIFA e deve se estender por outras competições.

A Copa da Rússia foi a Copa do VAR. O segundo dos quatro gols da França no jogo final da competição, por exemplo, só foi possível pela interferência do árbitro de vídeo.
E pelas declarações do presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Gianni Infantino, a tecnologia de auxílio ao árbitro de campo veio para ficar. “Estamos muito felizes de termos introduzido o VAR. Hoje é difícil pensar em Copa do Mundo sem VAR”, disse Infantino em entrevista à de imprensa na última sexta-feira (13).
Nos 48 jogos da primeira fase houveram 335 consultas ao vídeo (média de 6,97 por jogo), das quais 14 mudaram a decisão da arbitragem em campo. Já entre oitavas e semifinais foram 110 consultas ao VAR em 14 jogo. Na final, o pênalti convertido por Griezmann foi assinalado após decisão do arbitro de video.

Nenhum comentário