Últimas notícias

Unegro e Globo não entram em acordo sobre representatividade em ‘Segundo Sol’

O grupo, no entanto, afirma que continuará lutando pela causa e que deseja a punição exemplar da emissora.

Reprodução: Gshow
Reprodução: Gshow

A União de Negros pela Igualdade (Unegro), não conseguiu entrar em um acordo com a Rede Globo após a denúncia do baixo número de atrizes e atores negros no elenco da novela das 21h, ‘Segundo Sol’.
Representada por duas advogadas na audiência de conciliação entre as partes realizada nesta terça (17) no Fórum Rui Barbosa, em Salvador, a Globo não apresentou uma proposta de conciliação por não considerar a ação movida pelo grupo justa e plausível.
O grupo alega que a trama não expressa em seu elenco a realidade da sociedade soteropolitana e baiana, já que a maioria dos atores que compõem o elenco da novela são brancos, enquanto Salvador é composta por 85% de negros e negras.
Reprodução: Unegro/ Divulgação
Reprodução: Unegro/ Divulgação

“Diante da negativa, a Unegro reafirma sua disposição em continuar a luta nas ruas e nos tribunais para que a ausência de representação negra nas telenovelas como também na grade geral das redes de televisão sejam superadas. Vamos até o fim com esta Ação Civil Pública e diante da negativa da Globo em atender ao proposto na Ação, queremos a punição exemplar da emissora, de modo que os princípios da dignidade humana da população negra consagrado na Constituição sejam garantidos”, bradou a presidenta nacional da Unegro, Ângela Guimarães.
A polêmica em torno da representatividade negra não mostrada na novela teve início antes mesmo da trama ir ao ar. A Globo já havia enviado uma nota a imprensa justificando a ausência de negros na atração. “Os critérios de escalação de uma novela são técnicos e artísticos. A Globo não pauta as escalações de suas obras por cor de pele, mas pela adequação ao perfil do personagem, talento e disponibilidade do elenco. E acredita que esta é a forma mais correta de fazer isso”, dizia o texto.
Em maio deste ano a emissora recebeu uma notificação do Ministério Público do Trabalho (MPT), questionando a falta de negros na novela. No documento o MPT deu 14 recomendações à empresa, para serem adotadas em todos os seus projetos e solicitou a realização de adequações necessárias no roteiro e produção a fim de assegurar a participação de atores e atrizes negros e negras.

Nenhum comentário