Últimas notícias

Van Damme gravou filme ‘fora de sí de cocaína’, afirma diretor

De acordo com Steven de Souza, o estúdio precisou contratar um 'vigia' para tomar conta do ator.

Reprodução: Divulgação
Reprodução: Divulgação

O diretor de Street Fighter – A Última Luta, Steven de Souza, fez grandes revelações sobre os bastidores do longa em uma entrevista ao jornal britânico The Guardian, o mais chocante envolvendo o astro da produção: Jean-Claude Van Damme.
Segundo o diretor, na época do filme, Van Damme, hoje com 58 anos, passava por um grande vício em cocaína quando dei vida ao coronel William F. Guile. Souza revelou que o astro chegava a consumir cerca de 10 gramas por dia e gastava US$ 10 mil por semana para alimentar o vício. “Eu não podia falar sobre isso na época, mas eu posso agora: Jean-Claude estava fora de si de tanta cocaína”, afirmou.
Para conter o artista, Souza contou que o estúdio chegou a contratar uma pessoa para tomar conta de Van Damme, mas acabou que o vigia era uma má influencia para ele.
Van Damme deu trabalho durante a gravação do filme, faltando vários dias de filmagem e fazendo com que Souza tivesse tentar adiantar as cenas em que o belga não participasse para não atrasar o longa. “Eu não podia simplesmente sentar por horas esperando ele. Em duas ocasiões, os produtores deixaram ele viajar [da Tailândia] até Hong Kong e nas duas vezes ele voltou atrasado. Nas segundas ele simplesmente não aparecia”.
O artista em seu documentário ‘Jean Claude Van-Damme: Behind Close Doors’ admitiu que nos anos 90 sofreu com as drogas, mas conseguiu sair do mundo sem a ajuda de clínicas e terapias.

Nenhum comentário