25.7 C
Conceição do Jacuípe
20 - junho - 2018.
Início Mundo Igreja Universal manteve rede internacional de adoções ilegais, diz TV portuguesa

Igreja Universal manteve rede internacional de adoções ilegais, diz TV portuguesa

0
145

Série da TVI afirma que os netos de Edir Macedo foram roubados de sua mãe biológica. Hoje adultos, eles negam a adoção ilegal.

A Igreja Universal do Reino de Deus montou irregularmente, em Portugal, um lar para crianças que servia para abastecer adoções ilegais, em um esquema que ajudou inclusive uma das filhas de Edir Macedo, dono da denominação evangélica e do grupo Record, a terem filhos. As denúncias são de uma série de dez reportagens da rede portuguesa TVI, cujo primeiro episódio (abaixo) foi levado ao ar na segunda-feira 11. De acordo com a Procuradoria-Geral da República de Portugal, o caso já está sob investigação.

Intitulada O Segredo dos Deuses, a série sustenta que de 1994 a 2001 a Universal manteve em Amadora, cidade vizinha a Lisboa, a capital de Portugal, um centro para crianças que funcionava sem a anuência das autoridades portuguesas. O centro teria sido aberto como parte de uma política de incentivo à adoção criada por Edir Macedo após os casamentos das filhas, Cristiane e Viviane, respectivamente em 1991 e 1992, com pastores da Universal.

Até aquele momento, afirma a TVI, Macedo mantinha uma política segundo a qual os bispos e pastores de sua igreja não poderiam ter filhos, para não perderem o foco das atividades. Muitos, afirma o ex-bispo da Universal Alfredo Paulo em entrevista ao canal português, foram obrigados a realizar cirurgias de vasectomia mesmo sendo jovens e sem filhos. Quando a política da igreja mudou, vários deles teriam sido obrigados a adotar crianças.

A personagem principal do primeiro episódio da série da TVI é uma mulher portuguesa identificada apenas como “Maria”. Ela é apresentada como a mãe biológica de Vera, Luís e Fábio. Os dois primeiros são filhos adotivos de Viviane, filha de Edir Macedo, e o bispo Júlio Freitas. De acordo com a TVI, em 1995, as crianças, com 3 anos, 2 anos e 9 meses, respectivamente, foram roubadas de “Maria” após terem sido vistas no lar ilegal de Amadora pelo próprio Edir Macedo. Ainda de acordo com o canal, Viviane teria escolhido apenas dois dos irmãos, Vera e Luís, por fotografias, o que provocou a separação das três crianças. Não fica claro no primeiro episódio o destino de Fábio, o mais novo dos três.

Ainda de acordo com o canal português, as crianças foram retiradas de Maria e entregues para o lar da Universal pela Segurança Social da Amadora após uma denúncia de que ela deixava os filhos sozinhos em casa. Ela era vizinha de uma unidade da Universal e diz que isso pode não ser uma coincidência. Segundo a TVI, Maria foi mãe jovem, era vítima de violência doméstica e tinha dois trabalhos para conseguir alimentar os filhos, que ficavam com o pai. Este, no entanto, deixava as crianças sozinhas.

“Eles disseram que iam me ajudar a ter condições para voltar a tê-los e eu acreditei que sim, porque a única coisa que eu precisava era de uma creche para eu poder trabalhar e eles estarem em segurança”, afirmou Maria. A mãe, diz a reportagem, só conseguia ver as crianças de maneira esporádica, até que eles sumiram de uma vez. Ela teria denunciado o caso à polícia local, mas não foi levada a sério na época por ser, de acordo com a emissora, dependente química e soropositiva.

Ainda segundo a TVI, o lar mantido pela Universal mentiu a um tribunal português e disse que a mãe abandonou lá as crianças e que nunca foi visitá-los. Com a guarda das crianças, os menores teriam sido entregues a Alice, a secretária de Edir Macedo, que levou os irmãos para a filha do líder da Universal nos EUA.

Ao menos em parte, a denúncia da TVI é embasada na fala de uma mulher identificada como “Ana”. Ex-funcionária do lar da Universal, ela teria sido escolhida para ser a babá de Vera e Luís na casa do bispo Macedo, na Califórnia, nos Estados Unidos, para onde foi em setembro de 1996. Após ver os maus-tratos aos quais os irmãos seriam submetidos, ela voltou para Portugal.

Outro lado

Em nota, a Igreja Universal afirmou que as acusações são fruto de “uma campanha difamatória e mentirosa” e que a investigação se baseia em depoimento falso do ex-bispo Alfredo Paulo. Ainda segundo a Universal, “os seus membros, em Portugal e fora do país europeu, apresentarão inúmeras ações contra a TVI em Portugal e no exterior”.

Na noite de segunda-feira 11, Luís e Vera, os filhos adotivos de Viviane, que teriam sido roubados da mãe biológica, também rebateram as denúncias e disseram ter sido adotados legalmente.

“A TVI está dizendo coisas a nosso respeito que não são verdadeiras. Estão dizendo que fomos raptados pela cúpula da Igreja Universal. Nós não fomos raptados, fomos adotados de forma legal por uma família americana e vivemos até aos nossos 20 anos com esta família nos Estados Unidos”, afirmou Luís, hoje Louis Carlos.

- ANUNCIE AQUI 75 98174-4132-

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.